Claudia Lara
TEXTOS
SLOW MOTION - EVELISE BARONE


Ao me deparar com a exposição “Slow Motion”, da artista plástica Claudia de Lara, lembrei-me da música Sinal Fechado, de Paulinho da Viola, interpretada pela nossa saudosa Elis Regina e pelo próprio Paulinho da Viola e que está no seu disco, meu tempo é hoje. Diz a canção: “Olá como vai? Eu vou indo e você tudo bem? Tudo bem, eu vou indo, correndo buscar meu lugar no futuro e você? Tudo bem, eu vou indo, em busca de um sono tranqüilo, quem sabe?... me perdoe a pressa, é a alma dos nossos negócios... Oh, não tem de que, eu também só ando a cem. Quando é que você telefone? precisamos nos ver por aí...O sinal vai abrir...”

Caminhar pelo tempo sem pressa é a proposta de Claudia Lara. As cores, as linhas, as imagens, cada detalhe das telas, nos convidam a uma reflexão sobre o cotidiano que nos engole e sobre um tempo em que há muito deixamos prá trás. O tempo da tranqüilidade, do olhar, do ouvir, do refletir e do pensar, o tempo de falar com calma, ou melhor, o de pensar antes de falar. O dia-a-dia nos envolve numa pressa fora do comum. Ouvir? Parar? Só no sinal fechado. Carros apressados, celular, computador, televisão, rádio só para notícias, (não temos mais tempo para leitura de jornais, revistas ou livros). Tudo isso nos tirou a calma, nos afastou das pessoas, do tempo da tranqüilidade, da própria vida.

A proposta dessa artista, Claudia Lara, é fazer uma pausa na vida das pessoas, levá-las a reencontrar o que elas têm de melhor e está encolhido dentro delas: a sensibilidade. Esse novo momento da artista que já percorreu o mundo, mostra o seu amadurecimento, a sua sensibilidade, a sua vontade de viver. Claudia descobriu que os apressados só conhecem tempo, que é finito e divide com seu público, a sua nova descoberta: os que sabem observar a vida descobriram a eternidade. Aceite também o convite dessa grande artista, visite a exposição “Slow Motion” e aproveite para fazer a sua pausa, caminhe devagar, observe cada detalhe e descubra junto com ela a eternidade, você com certeza terá outros olhos para a vida e saberá compreendê-la melhor.

* Evelise Barone
Jornalista

 

Direitos Reservados - Claudia Lara

By Arte Macao